Nozes e o coração

Eis aí um bom caminho de incluir gordura boa na sua dieta e uma ótima opção de lanche saudável para o seu dia a dia.

Digo isso baseado nas principais diretrizes nacionais e internacionais de prevenção cardiovascular, que recomendam o consumo de 30g de nozes ao dia, capazes de reduzir complicações cardiovasculares como infarto e AVC. Por isso, resolvi falar um pouquinho sobre alguns tipos de noz e os benefícios de incluí-las na sua dieta.

Algumas das mais fáceis de achar são as amêndoas, castanhas do Pará e as castanhas de caju. Mas você pode buscar outras, como pistache, macadâmia e noz inglesa.

Esse snack saudável é nutricionalmente rico e fonte de gordura boa (monoinsaturada e poliinsaturada), fibra e proteína, além de vitaminas e minerais, como folato, vitamina E, cálcio, magnésio e potássio.

A dose diária recomendada, de 30 g ao dia, é equivalente a um punhado nas mãos.

Isso oferece em torno de 5 a 8 g de proteína dependendo do tipo de noz, sendo que a macadâmia e a castanha do Pará têm menor quantidade.

Amendoim e amêndoas são as que têm maior teor de fibra, em torno de 2,4g em 30 g.

Essa mesma porção de amêndoa tem cerca de 70% da quantidade necessária por dia de vitamina E, além de ser boa fonte de cálcio por porção. As nozes inglesas dentre os tipos de nozes são as que apresentam maior fonte de ômega 3 vegetal, conhecido como ALA.

A castanha do Pará, além de possuir boas quantidades de magnésio, apresenta alta concentração de selênio, um mineral antioxidante, sendo que apenas 2 a 3 unidades fornecem 100% da quantidade necessária de selênio por dia.
Amendoim, mesmo que não seja uma noz, é uma opção mais barata e tem propriedades similares as nozes. Mas não aquele salgado ou o doce cheio de chocolate! Tente experimentar o natural, sem sabor e sem sal.
Apesar de altamente calórico, o consumo de 30g ao dia não engorda! Não tem grandes impactos no peso e é capaz de prevenir uma série de complicações crônicas como síndrome metabólica, hipertensão, reduz o colesterol, o risco de diabetes e previne contra doenças cardiovasculares.

Quer incluir um punhado de saúde na sua rotina?

———————————————————————–

Escrito por: Dr. Felipe Manzano

Foto: freepik

Cuidados com o Coração! A importância da prevenção

Como cardiologista, minha maior missão não é receitar remédios de última geração, indicar cateterismo ou cirurgias. Pelo contrário: é promover a saúde para que estas intervenções se reduzam ao mínimo necessário.

Por isso, a melhor recomendação que posso dar para que você tenha uma boa saúde do coração é: Previna-se! Preze pela sua saúde para que suas consultas comigo ou com meus colegas sejam apenas de rotina, sem grandes sustos. Se já tem algum problema crônico do coração, aí mais do que nunca é preciso se cuidar para que não tenha novas complicações.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia estima que, até o final deste ano, quase 400 mil brasileiros morrerão por doenças cardiovasculares, como infarto ou derrame . São mais de mil mortes por dia! E o mais alarmante é que muitas delas poderiam ser evitadas com prevenção e tratamento adequado.

Com o aumento na expectativa de vida, é realmente esperado que tenhamos mais doenças: a incidência de hipertensão, por exemplo, aumenta com a idade. Mas, justamente porque vivemos mais, precisamos nos cuidar mais. Afinal, como queremos estar daqui a 10, 20, 30, 40, 50 anos?

É claro que a Medicina oferece medicamentos que podem controlar doenças cardíacas. Mas isso não deveria ser motivo para relaxar. De que adianta usar remédio para pressão alta ou para controlar o açúcar no sangue se não for abordado a origem básica desse problema: estresse, má alimentação e sedentarismo.

As doenças cardiovasculares não têm cura, ou seja: é preciso tomar remédio para o resto da vida. E muitas vezes, é necessário aumentar as doses e associar vários outros medicamentos, aumentando os riscos de efeitos colaterais também. E tudo isso, lembro: é evitável na maioria das vezes!

Por isso, bato tanto na tecla de hábitos saudáveis: alimentação com “comida de verdade” e com pouco açúcar e gordura, rotina de exercícios físicos e controle do estresse.

Nada faz um cardiologista mais feliz do que um coração saudável.

———————————————————————–

Escrito por: Dr. Felipe Manzano

Foto: freepik

Perda Auditiva – Prevenção e Cuidados

Você sabia que no Brasil em 2015 existiam 28 milhões de pessoas com deficiência auditiva? Isso é equivalente a 14% dos habitantes do país!Esse é um dado divulgado pela OMS (Organização Mundial de Saúde ) e que tem a expectativa de aumentar cada vez mais, principalmente pelo aumento da expectativa de vida da população.

A perda auditiva pode ser de 4 diferentes tipos (condutiva, neurossensorial, mista e retrococlear) e ter diferentes graus variando do leve ao profundo e a ausência total de audição.São vários os fatores considerados de risco para perda de audição, desde a gestação, durante o crescimento e até o envelhecimento do indivíduo.

O principal motivo de atenção na atualidade é o uso de fones de ouvido que tem sido usados com frequência desde crianças a idosos mas não devemos focar apenas nisso e sim gerar informação para todos os riscos e sobre os cuidados que devemos ter com nossa audição que é um bem único e que também precisa ser cuidada.Médicos otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos são profissionais habilitados para atuar nessa área e podem te ajudar!Atenção , prevenção e cuidados, tudo isso você encontra na Instituto de Otorrinolaringologia da Gamboa. Aqui você encontra consultas e diversos tipos de exames auditivos. Venha cuidar da sua saúde auditiva!

———————————————————————–

Escrito por: Isabela Pache de Faria & Wanessa Campos

Foto: freepik