Novembro Azul: o câncer de próstata não é o único a afetar os homens

Apesar da importância de falar sobre esse tipo da doença, a população masculina também é acometida por outros tumores e deve ser conscientizada sobre o tema

Não é só o câncer de próstata que acomete os homens. Ilustração: André Moscatelli/SAÚDE é Vital

O câncer representa o maior medo dos homens em relação à saúde, de acordo com o levantamento “Um Novo Olhar para a Saúde do Homem”, conduzido este ano com mais de 2 mil brasileiros de todas as regiões do país pela revista SAÚDE.

O câncer de próstata tem sido o foco do Novembro Azul. De fato, ele é o tumor mais comum do sexo masculino — segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), um em cada seis brasileiros terão a doença ao longo da vida.

Mas é fundamental alertar os homens sobre outros tipos que devem estar no radar e que também merecem fazer parte dos check-ups. O câncer de pulmão, por exemplo, acomete 18 740 homens brasileiros todo ano; o colorretal, 17 380; e o de estômago, 13 540.

Hábitos relativamente simples, como prática regular de atividade física, redução do consumo de bebida alcoólica, cessação do tabagismo, alimentação equilibrada e baseada em frutas e verduras (distanciando-se do consumo de itens gordurosos, enlatados e ultraprocessados), bem como evitar a exposição solar excessiva (sobretudo sem a devida proteção), podem contribuir com a prevenção dessas enfermidades.

É claro que um câncer também pode ser originado por outras questões, como genética desfavorável. Ou até por causas desconhecidas. Todos temos algum risco de contrair qualquer doença. Mas a influência do estilo de vida é inegável.

Uma nova diretriz publicada no início de novembro por 17 instituições do mundo, entre elas a Sociedade Americana de Câncer e o Colégio Americano de Medicina do Esporte, demonstrou que fazer exercícios físicos regulares pode melhorar a expectativa de vida de quem teve um câncer e até evitar que ele apareça.

Entretanto, 29% dos homens alegam não realizar atividade física e 15% declaram que se exercitam apenas uma vez por semana, segundo aquela pesquisa da revista SAÚDE. Quase 50% dos entrevistados afirmaram que estão com excesso de peso (42% acima do peso ideal e 6% muito acima do peso).

Fonte: Veja/Saúde

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 20 =