Um pouco sobre a História do Hospital Nossa Senhora da Saúde

Hospital da Gamboa



Início de Tudo

Criado para atender viajantes, marinheiros e escravos. Em 1853, no mês de julho, para reforçar o combate à epidemia de Febre Amarela que tomou conta da cidade, o prédio foi adquirido pela Santa Casa da Misericórdia. “A Febre Amarela, como doença urbana, causou muitas mortes no Brasil em séculos passados. As condições das cidades na época facilitavam a propagação da doença”, frisa o historiador Maurício Santos.

O Hospital Nossa Senhora da Saúde, ou Hospital da Gamboa, foi fundamental para ajudar conter o surto de Febre Amarela naquele ano.Como era novo e bem aparelhado, contribuiu para salvar muitas vidas. Além disso, existiam outras vantagens: “A altitude do sítio, isolamento do resto da cidade, exposição aos ventos da baía de Guanabara e a vegetação abundante foram fatores que pesaram na escolha do Hospital para tratamentos contra a Febre Amarela”, conta o pesquisador Carlos Eugênio Líbano.




Uma lição de amor ao próximo

A participação de religiosas da ordem de São Vicente de Paulo, através de convênio firmado em Paris pelo então provedor da Santa Casa do RJ, José Clemente Pereira, foi fundamental para que o hospital funcionasse inicialmente com 30 leitos, três quartos e uma pequena farmácia.

Porém, apesar dos esforços realizados no Hospital da Gamboa, as epidemias continuaram assolando o Rio de Janeiro. Em 1877, a direção do Hospital teve que fazer uma ponte para o embarque dos mortos, por via marítima diretamente para o Cemitério do Caju.

Depois de algumas dificuldades ao longo dos anos, o Hospital da Gamboa passou por reformas em 1986 e suas instalações foram tombadas pelo patrimônio histórico.


Capela de Santo Cristo dos Milagres

Em 15 de março de 1868, iniciou-se a construção da capela, com donativos obtidos de esmolas e doações de pessoas piedosas, sob a direção técnica do Padre Gould, incansável na execução do projeto.

Destaca-se, assim, no Hospital Nossa Senhora da Saúde a capela em estilo gótico, uma relíquia religiosa da Cidade do Rio de Janeiro, que do alto da colina domina o bairro. A padroeira é Nossa Senhora da Imaculada Conceição.

Na inauguração da capela teve lugar um ato solene, celebrado à meia-noite do Natal de 1869, com a presença de cerca de mil assistentes. Porém, em 1871 foi concluída. Desde 08 de agosto de 1853 o Santíssimo Sacramento fora entronizado no Hospital. Nessa ocasião o Reverendíssimo Padre Maller, Diretor das Filhas de Caridade no Rio de Janeiro, Celebrou a primeira missa em seu interior.



Hospital


Dias atuais...

Hoje o hospital da Gamboa encontra-se revitalizado em pleno funcionamento e dentro de um contexto urbanístico que contempla a recuperação da região do porto de nossa cidade.

O hospital é uma unidade da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, beneficente sem fins lucrativos, vem sendo submetido a várias reformas estruturais e administrativas, melhorando a qualidade a capacidade de atendimento e abrangência dos Serviços médicos oferecidos à população.

O Hospital da Gamboa dispõe de infraestrutura com quartos particulares e enfermarias. Possui salas cirúrgicas, e está equipado com o que há de mais moderno em tecnologia e diversas especialidades.





Mais um pouco de nossa história...




Turmas antigas formadas no Hospital da Gamboa





Consultas

As consultas são agendadas e o atendimento no dia é por ordem de chegada. Os telefones para agendamento são: 2206-1700 ou pelo WhatsApp:

Exames Laboratoriais
Exames Laboratoriais

Para exames laboratoriais, histopatológico, preventivo, mapa cardiológico e holter, entrar em contato no nº 2206-1717 ramal 1753 ou 2537-9078

Exames de Imagem

Para Ultrassonografia e Raio-x, entrar em contato pelo nº 2206-1717 ramal 1738 ou 3269-8007 ou 3269-7008, ou pelo WhatsApp:

Exames Laboratoriais

Serviços Disponíveis

Durante todos esses anos, prestamos um serviço diferenciado e com qualidade, com preços populares para que você e sua família tenham acesso ao tratamento certo.

Onde Estamos Localizados

O Hospital da Gamboa encontra-se revitalizado em pleno funcionamento e dentro de um contexto urbanístico que contempla a recuperação da região do porto de nossa cidade.